Um Velho Deitado

lyrics Sem comentários »

C#m
O velho deitado
G#m
em sua rede na varanda
Semeia vento pra outro colher
Ele põe a colher, aonde bem quer

O velho deitado,
em sua rede na varanda
Põe o carro na frente dos bois
OIha os dentes primeiro e o cavalo depois

C#m Bm F#m G#m
Foi ele quem disse
que devagar não se vai longe
Foi ele quem disse
que em terra de cego, caolho se esconde
Foi ele quem disse
Que dispensa beirada de sopa quente
Foi ele quem disse
que águas passadas
movem moinhos à frente,
Se for moinho de gente.

O Velho deitado
Em sua rede na varanda
É olho por olho mas que não seja o seu
Apostou seu amor, no jogo e perdeu

O velho deitado
Em sua rede na varanda
Avisa a todos, mas amigo não é
Manda quem pode, obedece quem quer.

*a partir do poema em prosa “O Velho Deitado“.

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas Seja o primeiro a votar!
Loading ... Loading ...
Designed by NattyWP Wordpress Themes.
Images by desEXign.