Pablo Perfumado

Poema em Post Add comments

Leu na Internet: “Perfume irresistível – todas as mulheres aos seus pés”. Exatamente isso que Pablo Perfumado procurava. A sua desforra! Mas…
Mas seria verdade? Não que ele acreditasse, mas precisava comprovar com seu próprio olfato. Solicitou seu frasco que chegou em intermináveis 15 dias.

Ao chegar, não teve dúvidas! Abriu o frasco e esparramou pelo corpo todo. Até achou estranho seu cheirinho de churume, mas disseram que era irresistível, então vá lá! Foi ao metrô para comprovar.
Saiu cheio de marra, andando de lado e queixo pra cima, como dançando com a rainha do baile. Todas as pessoas da rua olhavam para ele, a gata do ponto de ônibus, o pipoqueiro triste e até o taxista deitado no carro. Ora com cara de espanto, ora alegria, ora nojo, ora estupefação.
Até chegar na entrada do metrô, Pablo não parava de chamar a atenção, mesmo ao ar livre. Estava provado e aprovado!!, mas decidiu entrar para a prova final. Afinal, um local com pouca ventilação e muita gente apertada traria o resultado definitivo.
Chagando na catraca o guarda parou-o e Pablo, cheio de si e de cheiro: “Sei que estou cheiroso, mas eu gostaria de entrar, por favor”. E o guarda: “Só se você colocar uma calça.”




One Response to “Pablo Perfumado”

  1. Sierra Francis Bosertinos Atenção:

    Mas finge nos amar com sorriso fabricado pelo seu dentista, com seu hálito puro, perfumado com toda a artificialidade do seu discurso.

Leave a Reply

Designed by NattyWP Wordpress Themes.
Images by desEXign.